domingo, 24 de abril de 2011

as sandálias do cangaço

quando Lampião entrou em Custódia, Pernambuco, ele encomendou um terno ao alfaiate Valdevino, se encontrou com o soldado Capuxu e dele solicitou as armas e as munições do quartel, almoçou na casa de João Florêncio e encomendou algumas alpercatas ao senhor Antonio Cordeiro dos santos, conhecido por Antonio Cota.
Antonio Cota passou sua profissão aos filhos e netos e hoje o neto José Alves Cordeiro, conhecido por Dudinha Sapateiro é quem mantém a tradição.
Eu sendo amigo de Dudinha, recebi em minha casa um presente desse excelenbte artesão do couro, uma réplica das alpercatas encomendada por Lampião.
Dudinha Sapateiro mantém sua arte residindo hoje em Petrolina, na rua Castro Alves, número 300.
para contato: 87-3864-2802

3 comentários:

  1. Maravilhoso Joãozinho, parabens.
    Severo

    ResponderExcluir
  2. Mais uma informação so o rei do cangaço. Desta vez é relativo ao modelo dos seus pisantes.

    Parabem ao escritor que não se enfada de procurar nesse sertão a fora novidades sobre o cangaço.

    José Mendes Pereira - Mossoró-RN.

    ResponderExcluir
  3. AMIGO JOÃO:
    COMO SEMPRE, O AMIGO TRAZENDO INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA O CONHECIMENTO DOS ESTUDIOSOS DO CANGAÇO.
    PARABÉNS AMIGÃO. SOU ASSÍDUO NA LEITURA DO SEU BLOG.
    ABRAÇO E SAUDAÇÕES CANGACEIRAS.
    IVANILDO SILVEIRA
    NATAL/RN

    ResponderExcluir